Seguidores

terça-feira, 11 de junho de 2013

Nem tudo é o que parece ser...

Nem toda loira tem cabelo liso, nem toda flor tem bom perfume, nem todo dinheiro é alegria; Nem toda brasileira samba, nem todos os elogios são sinceros, nem toda carta é de amor, nem todo eu te amo é verdadeiro, nem todo beijo é inteiro; Nem todo sentimento vem do coração, nem todas as mentiras são esfarrapadas, nem todo fim tem despedida, nem toda chance é perdida; Nem todos os olhares são profundos, nem todos os dias o sol brilha, nem todos os dias a chuva cai; Nem toda mulher é dissimulada, nem todo homem é canalha; Nem todas as verdades são ditas, nem de todas as nuvens caem água; Nem todo desastre é o caos; Nem toda perda é tristeza, nem todo choro é desespero; Nem todo nó desembaraça, nem toda sede passa.; Nem todo sonho é pesadelo, nem toda criança dorme em berço; Nem toda batida do coração é emoção, nem toda resposta é solução. Nem toda dúvida é problema, nem todo problema tem solução; Nem todo sentimento é descritível, nem toda amizade é irmandade; Nem todo parceiro é companheiro, nem todo capricho é recheio; Nem todo esforço é reconhecido, nem todo coração é partido, nem todo encaixe é garantido; Nem toda boca beija, nem toda mão apedreja; Nem todo carinho é recíproco, nem todo aconchego é protegido; Nem todo calculo é exato, nem todo poema é rimado; Nem todo segredo é guardado, nem todos os pés são calçados; Nem toda bronca devora, nem toda comida é deliciosa, nem toda chave é pra fechadura; Nem todo passado é enterrado, nem toda tradição é conservada, nem toda placa traz direção, nem toda linha é reta, nem toda conversa revela; Nem todo texto emociona, nem toda canção é encantadora, nem toda tarde tem paisagem, nem toda praia o calor invade; Nem toda rede balança, nem toda paz silencia, nem toda velocidade avança; Nem todo anjo é da guarda, nem todo veneno mata; Nem todo outono é desprezado, nem todo degrau é obstáculo, nem todo escravo é mulato; Nem toda lição é aprendida, nem todas as questões são resolvidas; Nem todo paralelogramo é um retângulo, nem todo silêncio é entendido; Nem toda limpeza é profunda, nem todo remédio cura; Nem todos os dedos se entrelaçam, nem todas as provas comprovam, nem todas as estrelas caem; Nem todo domingo é pé de cachimbo, nem todo Agosto traz desgosto, nem todo boato é maldoso, nem tudo que reluz é ouro; 

Um comentário:

  1. Nem tudo o que leio tem este nível. Um abraço.

    ResponderExcluir